TODAS AS MÚSICAS

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

BEASTIE BOYS



Os Beastie Boys nasceram da diversidade na cultura das ruas e disco de Manhattan, nos inícios dos anos 80. Com o conservantismo de Reagan a espalhar-se pelos Estados Unidos e Ed Koch a livrar Nova Iorque da louca bancarrota dos anos 70 para se entrar nos anos 80 lucrativos, Mike Diamond. Adam Horovitz e Adam Yauch estavam a revolucionar o mundo da punk hardcore, sendo como adolescentes de classe média refugiando-se na música rebelde. Mas como a maioria dos jovens crescidos em Nova Iorque nesse momento, também estavam conscientes da nação crescente do hip hop que estava a formar-se.
Os estudantes da secundária Adam Yauch e Mike Diamond formaram os Beastie Boys(com o futuro membro de Luscious Jackson Kate Schellenbach como baterista) como uma libertação dos seus pensamentos mais pesados, tocando em pequenos estabelecimentos da parte este de Manhattan e estabelecendo uma reputação boa na sociedade punk da cidade. Logo a seguir Horovitz juntou-se, que tocava os mesmos sons com a sua banda The Young & The Useless. Mas como amantes do hip hop, os Beastie deixaram os seus instrumentos em 1984. Começaram a escrever rimas e compondo disparates rítmicos como Cookie Puss, um bombardeamento telefónico aos empregados de gelados da Carvel. Quando conheceram o estudante da Universidade de Nova Iorque e aspirante a DJ Rick Rubin e o empresário de hip hop Russell Simmons em 1984 que fundaram a empresa discográfica Def Jam, os Beastie eram uma banda de brancos, com todos a mudar o seu nome: Mike D para Diamond, MCA para Yauch e King Adrock para Adam Horovitz. Como eram brancos num mundo predominantemente negro do hip hop, isso fez com que muitos duvidassem das suas habilidades mas o apoio de importantes figuras como Run-DMC e o êxito do single de 1985 She`s On It com uma mistura de ritmos estrondosos, guitarra de heavy metal e versos sobre pessoas de classe baixa, fez desaparecer os comentários de plágio. Na sua primeira invasão nacional, abriram para Madonna na digressão de 1985 Material Girl.
Invadindo o público com os seus palavrões e latas de cerveja voando no ar, os Beastie Boys apresentaram-se com a sua imagem rústica que se tornaria o seu cartão de visita.
As raparigas adolescentes que estavam entre o público de Madonna odiava-nos mas para quem os viu, era uma imagem inesquecível.
Quando já estavam preparados para lançar um single de culto Fight for Your Right to Party e o álbum que o acompanhava License to Ill e justamente quando a banda de Hollis colaborou com Aerosmith in Walk this Way, as pessoas estavam prontas para um sucesso de rap-rock que agradasse a muitas de pessoas que não estavam habituadas a ouvir hip hop( em duas palavras: os brancos).
Os Beastie tornaram-se nisso e em muito mais, deixando uma marca numa geração de rapazes rockeros que os podiam ouvir nas rádios alternativas, convertendo-se no primeiro grupo rap a chegar ao número 1 das listas Billboards. Combinando ritmos de John Bonham e a guitarra de Slayer, com versos malucos dignos de qualquer universitário sobre cerveja, mulheres, o romper das regras e sobretudo não ligar ao que os outros pensam de nós, eles chegaram a platina mais rápido do que alguém dizer Michael Jackson. Com DJ Hurricane a comandar as operações, a sua primeira digressão, completo com raparigas mal vestidas em jaulas e globos obscenos no final causou polémica nos lugares onde foi, resultando em censura por parte de algumas autoridades locais dando assim aos Beastie Boys a imagem de arruaceiros da sociedade.
E quando estavam a personificar a imagem de rock cru como rock rebelde e vendendo milhões de discos pelo caminho, o trio foi catalogado como um grupo sem talento com apenas um sucesso. Após um desacordo com a Def Jam que os obrigou a abandonar a marca e declarações por parte de Rick Rubin a dizer que ele tinha orquestrado o sucesso da banda, muitos pensaram que nunca mais ouviriam falar dos Beastie Boys.
Contudo, o seu segundo álbum, o inteligente Paul`s Boutique em 1989, foi a primeira parte num novo capítulo e nova direcção para a banda. Também ajudou a revolucionar
a história do hip hop, ainda que só tenha vendido uma fracção dos álbuns ao contrário do anterior. Gravado em Los Angeles, onde foram para escaparem dos maus tratos sofridos em Nova Iorque após License to Ill, e produzido pela equipa dos DJs chamados
Dust Brothers. Paul`s Boutique foi uma mistura de músicas com proporções quase míticas. Cortaram e pegaram em pequenas samples que foi transformado num dos mais importantes comunicados da subcultura dos anos 90. A nível musical, o coeficiente de inteligência do álbum era exactamente o contrário do anterior. Misturando referências clássicas com as do pop, acrescentaram desta vez rimas inteligentes com um som de influências rock, funk e reggae. Paul`s Boutique mostrou claramente que os Beastie eram mestres musicais talentosos com mão sob o seu próprio destino artístico.
Com Check Your Head em 1992, os Beastie Boys ultrapassaram todas as expectativas, cimentando assim ainda mais o seu lugar no panteão da música e levando o seu nome outra vez mais aos lugares mais altos dos rankings. Após criar uma mistura genial de samples, os Beastie Boys construíram um estúdio, redescobriram os seus instrumentos
e fizeram do álbum um sucesso. Feito com o teclado meio louco de Money Mark Nishita, a bateria de Diamond, o baixo de Yauch e a guitarra de Horowitz, o grupo encontrou um meio termo entre rock hardcore e ritmo melódico. Harmonizaram os sons e improvisaram as suas vozes por cima, acrescentando vozes já gravadas e misturando tudo para torná-lo numa espécie de copo longo que não soava nem a hip hop nem rock alternativo mas sim com ambas as influências. Mantiveram esta fórmula vencedora com Ill Communication em 1994 e Hello Nasty em 1998(os dois estrearam-se em número 1 nos rankings) combinando hip hop com vários tipos de ritmos instrumentais e jogando com outros géneros musicais como o electro e a bossa nova quando lhes ocorria.
Apesar dos Beastie Boys terem atenuado a marcha da sua evolução musical, eles não deixavam de evoluir como ícones populares e culturais. Fundaram a empresa discográfica Grand Royal, saída para outros lançamentos mais obscuros que os Beastie Boys e projectos pequenos, que introduziram ao mundo o talento das mulheres de Luscious Jackson e a sensação australiana Ben Lee. Após converter-se num budista praticante nos inícios dos anos 90, em 1996 Adam Yauch começou a organizar concertos anuais para aumentar o conhecimento internacional acerca da situação da nação do Tibete que tem sido governada pela China desde 1959, marginalizando assim líderes espirituais ao exílio.
O caminho dos Beastie Boys, desde fãs de cerveja a modelos de uma geração, está completa. Pelo caminho, ganharam o respeito de todos, desde rappers extremos a universitários ingénuos a monges budistas e os "fantoches" de Hollywood. Ainda a flamejar a bandeira da diversidade, tanto a nível artístico como noutros aspectos da sua vida no início dos anos 80, os Beastie tornaram-se em líderes musicais, impondo novas modas e sendo representantes sociais sem cair na armadilha dos mitos da pop.
Que se mantenham sempre verdadeiros a eles mesmos e sempre malucos para todos nós.





Hot Sauce Committee, Pt. 1: 2009
01. Tadlock's Glasses
02. B-Boys in the Cut
03. Make Some Noise
04. Nonstop Disco Powerpack
05. O.K.
06. Too Many Rappers (featuring Nas)
07. Say It
08. The Bill Harper Collection
09. Don't Play No Game That I Can't Win (featuring Santigold)
10. Long Burn the Fire
11. Bundt Cake
12. Funky Donkey
13. Lee Majors Come Again
14. Multilateral Nuclear Disarmament
15. Pop Your Balloon
16. Crazy Ass Shit
17. Here's a Little Somethin' for Ya
 
Awesome; I... Shot That!: 2007
01. Titles
02. MMM Intro
03. Triple Trouble
04. Sure Shot
05. Root Down
06. Hello Brooklyn
07. Time To Get Ill
08. All Lifestyles
09. Pass The Mic
10. Shake Your Rump
11. MMM Interlude
12. Sabrosa
13. Ricky’s Theme
14. Something’s Go To Give
15. An Open Letter to NYC
16. Right Right Now Now
17. Paul Revere
18. Body Movin’
19. Three MCs and One DJ
20. Brass Monkey
21. So What’cha Want
22. Ch-Check It Out
23. Intergalactic
24. Gratitude
25. Sabotage
26. Credits

Extras:
01. Um Dia na Vida de Nathanial Hörnblower
02. Nunca Pare de Fazer o Rapp
03. Veja as Instruções
04. Entre no Mundo Raivoso de Jerome Crook
05. Belo Divertimento no Trailler de Hollywood
 
The Mix-Up: 2007
01. B for My Name
02. 14th St. Break
03. Suco de Tangerina
04. The Gala Event
05. Electric Worm
06. Freaky Hijiki
07. Off the Grid
08. The Rat Cage
09. The Melee
10. Dramastically Different
11. The Cousin of Death
12. The Kangaroo Rat
 
To the 5 Boroughs: 2004
01. Ch-Check It Out
02. Right Rght Now Now
03. 3 the Hard Way
04. Time to Build
05. Rhyme the Rhyme Well
06. Triple Trouble
07. Hey Fuck You
08. Oh Word?
09. That’s It That’s All
10. All Lifestyles
11. Shazam!
12. An Open Letter to NYC
13. Crawlspace
14. The Brouhaha
15. We Got The
 
Hello Nasty Instrumentals: 2003
01. Super Disco Breakin’ (AKA Moster)
02. The Move
03. Just a Test (AKA Nice, Nice)
04. Body Movin’ (AKA Party Moving)
05. Intergalatic
06. Piano Joint (W/Vocal Effects)
07. Flowin’ Prose (AKA Tribsman w/vocal Effects)
08. Three MC’s and One DJ (AKA Freestyle)
09. Can’t Won’t Don’t Stop (Iced Coffee)
10. The Negotiation Limerick File (AKA Pucho)
11. Electrify
12. Unite
13. Bonu Beats
 
Hello Nasty: 1998
01. Super Disco Breakin’
02. The Move
03. Remote Control
04. Song for the Man
05. Just a Test
06. Body Movin’
07. Intergalatic
08. Sneakin’ Out the Hospital
09. Putting Shame in Your Game
10. Flowin’ Prose
11. And Me
12. Three MC’s and One DJ
13. The Grasshopper Unit (Keep Movin’)
14. Song of Junior
15. I Don’t Know
16. The Negotiaition Limerick File
17. Electrify
18. Picture This
19. Unite
20. Dedication
21. Dr. Lee, PhD
22. Instant Death
 
Ill Communication: 1994
01. Sure Shot
02. Tough Guy
03. B-Boys Makin’ With the Freak Freak
04. Bobo on the Corner
05. Root Down
06. Sabotage
07. Get it Together
08. Sabrosa
09. The Update
10. Futterman’s Rule
11. Alright Hear This
12. Eugene’s Lament
13. Flute Loop
14. Do It
15. Ricky’s Theme
16. Heart Attack Man
17. The Scoop
18. Shambala
19. Bodhisattva Vow
20. Transitions
 
Check Your Head: 1992
01. Jimmy James
02. Funky Boss
03. Pass the Mic
04. Gratitude
05. Lighten Up
06. Finger Lickin’ Good
07. So What’cha Want
08. The Biz Vs. The Nuge
09. Time for Livin’
10. Something’s Got to Give
11. The Blue Nun
12. Stand Together
13. Pow
14. The Maestro
15. Groove Holmes
16. Live at P.J.’s
17. Mark on the Bus
18. Professor Booty
19. In 3’s
20. Namasté
 
Paul's Boutique: 1989
01. To All the Girls
02. Shake Your Rump
03. Johnny Ryall
04. Egg Man
05. High Plains Drifter
06. The Sounds of Sciense
07. 3 Minute Rule
08. Hey Ladies
09. 5 – Piece Chicken Dinner
10. Looking Down the Barrel of a Gun
11. Car Thief
12. What Comes Around
13. Shadrach
14. Ask for Janice
15. B-Boy Bouillabaisse
 
Licensed to Ill: 1986
01. Rhymin & Stealin
02. The New Style
03. She’s Crafty
04. Posse in Effect
05. Slow Ride
06. Girls
07. Fight for Your Right
08. No Sleep Till Brooklyn
09. Paul Revere
10. Hold It Now, Hit It
11. Brass Monkey
12. Slow and Low
13. Time to Get Ill


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.