TODAS AS MÚSICAS

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

MILTON NASCIMENTO








  • (2008) Novas bossas •
  • (2004) A sede do peixe •
  • (2003) Pietá •
  • (2000) Gil e Milton • 
  • (1999) Crooner •
  • (1998) Tambores de Minas-ao vivo •
  • (1998) Milton Nascimento. Sua vida, sua música •
  • (1997) Nascimento •
  • (1997) Milton •
  • (1995) Amigo • 
  • (1993) Angelus •
  • (1991) O planeta blue na estrada do sol •
  • (1990) Txai •
  • (1990) Série Performance. 
  • (1988) Miltons •
  • (1987) Yauaretê •
  • (1987) Mix. Milton Nascimento e RPM •
  • (1986) Corazón americano.
  • (1986) A barca dos amantes •
  • (1986) Chico Rei-Trilha sonora do filme •
  • (1985) Encontros e despedidas •
  • (1983) Milton Nascimento ao vivo •
  • (1983) Brazil night.
  • (1982) Ânima •
  • (1982) Missa dos quilombos •
  • (1981) Caçador de mim •
  • (1980) Sentinela •
  • (1979) Journey to dawn •
  • (1978) Clube da Esquina 2 •
  • (1976) Milton •
  • (1976) Geraes •
  • (1975) Native dancer.
  • (1975) Minas •
  • (1974) Milagre dos peixes.
  • (1973) Milagre dos peixes •
  • (1972) Clube da Esquina.
  • (1970) Milton •
  • (1969) Milton Nascimento •
  • (1968) Courage •
  • (1967) Milton Nascimento •
  • (1965) Quarteto Sambacana. Muito pra frente •
Nasceu no Rio de Janeiro em 26 de outubro de 1942, filho adotivo de Josino Brito Campos e Lilia Silva Campos, foi levado para Três Pontas, cidade de Minas Gerais. O cantor usa o sobrenome da mãe biológica, Maria Carmo Nascimento.
Aos 15 anos, Milton Nascimento ganhou um violão e começou a cantar no conjunto Luar de Prata que se apresentava na cidade de Três Pontas; era vizinho de Wagner Tiso, cuja mãe ensinou piano a Milton. Em 1963, foi para Belo Horizonte tentar vestibular para economia, trabalhava em escritório durante o dia e cantava nas noites.
Antes de ir para Belo Horizonte, gravou a primeira canção, “Barulho de Trem”, em 1961. Em 1964, já em Belo Horizonte, compôs “Novena” e “Gira Girou” com Márcio Borges. Mudou-se para o Rio de Janeiro em 1965, integrando o Quarteto Sambacana. Em 1966, uma de suas composições foi gravada por Elis Regina, e ainda teve três músicas inscritas no Festival de Música da TV Globo.
O grande sucesso de 1980, “Canção da América”, foi lançado no LP “Sentinela”. No ano seguinte estorou com “Caçador de mim”. Compôs trilhas sonoras para os filmes “Os Deuses e os Mortos”, 1969, direção de Ruy Guerra; e “Fitzcarvaldo”, 1981, de Werner Herzog. Suas músicas tornaram-se trilhas sonoras de momentos históricos como “Coração de Estudante”, hino das Diretas Já, e “Canção da América”, tema de homenagem a Ayrton Senna.







CANÇÃO DA AMÉRICA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.